Inconscientemente


É difícil resumir o que acontece quando misturamos psicologia e mentalismo com doses de bom humor. O que dá para garantir é uma noite repleta de mistérios e momentos surpreendentes. 

Na saída do teatro, os depoimentos de quem assistiu variaram entre "sensacional", "não tem como explicar", "incrível", "perturbador", "Estou até agora tentando adivinhar”, “Deu medo” até "Faz a gente pensar fora da caixa”.

Por meio de “experimentos psicológicos”, os atores se propõem a ampliar a consciência dos espectadores trabalhando o tema:  somos realmente donos dos nossos próprios narizes? Os dois trabalham a psicologia aliada ao mentalismo, que é uma subcategoria do ilusionismo marcada pelos truques psicológicos, simulação de leitura de pensamentos e poderes paranormais.

O mérito da dupla é, a cada ato e participação da plateia, desconstruir crenças. “Como psicólogos e seres humanos sempre mergulhamos nas reflexões existenciais e nos ‘porquês’ da vida. Por que fazemos o que fazemos? O que rege nossas decisões e escolhas na vida?”, diz Rafa Moritz.

Na opinião dos psicólogos essas são discussões que merecem estar mais presentes no dia a dia das pessoas. “O que queremos é levar provocações criativas sobre muitas das nossas certezas cotidianas”, diz Beto. Vá de mente aberta e preparado para fazer parte de algo muito especial.

©2019 Viradalata - Espaço Capital LTDA-ME. Todos os direitos reservados.